Almanaque umdoistres

Janeiro 2017

Todas as publicações em  Almanaque umdoistres são de textos e imagens que circulam diariamente entre as milhares de Caixas de Entrada de grupos que compartilham e-mails entre si. O endereço umdoistres@umdoistres.com.br, desde 2003 faz parte de incontáveis Catálogos de Endereço no Brasil e exterior. Nada publicado aqui é de autoria de nossa equipe - salvo quando assinado.

      Janeiro 2017  

                  Almanaque 2016  Almanaque 2015  Almanaque 2014   Almanaque 2013  Almanaque 2012  Almanaque 2011   Almanaque 2010   Almanaque 2009   Almanaque 2008  


OMotor Diesel Gerador 1951 a
https://www.youtube.com/watch?v=UQLgQ0fREk4

Motor Diesel Gerador 1951 b
https://www.youtube.com/watch?v=CqQggCy0jDU

50 Motores estacionarios antigos
https://www.youtube.com/watch?v=BvibiL46E4E

A fábrica movida a vapor mais antiga do mundo
https://www.youtube.com/watch?v=sPCz6-FXOSQ

Motor para funcionar precisa de um tiro!!
https://www.youtube.com/watch?v=_9Fo-uFzVEY

Motores gigantes RARIDADES FUNCIONANDO!
https://www.youtube.com/watch?v=RTM6viYd1Bs

Russischer Sternmotor - Motor Radial Russo
https://www.youtube.com/watch?v=RW-G7pF6gUQ

Demosntração do motor Bristol Hercules
https://www.youtube.com/watch?v=pEbDlNeMtLM

Motor estático Rolls Royce Merlin
https://www.youtube.com/watch?v=yprfH5ZsAHk

Início rápido do motor
https://www.youtube.com/watch?v=P8lMxmEOMgM

Várias curiosidades sobre os primeiros vírus informáticos


O Qual foi o primeiro vírus de computador? Como se chamava? Há quanto tempo apareceram os vírus informáticos? Estas e outras perguntas no artigo de hoje.

O primeiro vírus informático foi criado em 1972, por Robert Thomas Morris e foi batizado com o nome Creeper. O computador afetado foi um IBM série 360, que mostramos na foto abaixo.

O vírus Creeper mostrava regularmente uma mensagem: “I’m a creeper… catch me if you can!”, para Português: “Sou uma trepadeira, apanhem-me se conseguirem!”. Por forma a eliminar este problema, foi o criado o primeiro antí-virus, apelidado de Reaper.

Apesar de já existirem há bastante tempo, apenas 12 anos depois, em 1984, começaram a utilizar a palavra vírus. Tudo começou nos laboratórios da Bell Computers, quando vários programadores tiveram a ideia de desenvolver um jogo com o nome Core Wars, que tinha o objetivo (estranho!) de ocupar toda a memória RAM da equipa adversária, no melhor tempo possível.

Foi a partir desta altura que se deu uma explosão de vírus informáticos, que começaram a atacar as diversas partes do computador, desde as partes de arranque (boot) das disquetes até aos que se anexavam nos emails. O começo desta epidemia começou em 1986, quando apareceram os vírus Bouncing Ball, Maconha e Brain, que foram os vírus mais importantes a ser espalhados em massa, que infetavam o sector de arranque das disquetes. Mais tarde, começaram a aparecer novos vírus, que se alojavam nos ficheiros executáveis (.exe) e ficheiros de comando (.com).

Casino 1991 – O marco histórico dos vírus

O Casino 1991 foi o vírus mais marcante na história dos ataques na informática. Este ficava ativo em três dias específicos do ano, mais concretamente nos dias 15 de janeiro, 15 de abril e 15 agosto, mostrando a seguinte imagem no ecrã do computador:

Casino 1991 - um dos vírus mais importantes da história

Este vírus ameaçava apagar a estrutura de dados do computador (FAT). De um modo sarcástico, mostrava a mensagem: “I have destroyed the fat on your disk! However, i have a copy in RAM, and i’m giving you a last chance to restore your precious data”, em português: “Destruí o sistema FAT do seu disco! No entanto, tenho uma cópia na RAM, e dou-lhe a última hipótese de restaurar os seus preciosos dados”. O utilizador tinha então a hipótese de jogar um jogo estilo “Slot Machine” (daí o nome do vírus Casino). Caso conseguisse acertar três letras “L”, este restauraria todos os dados e ficaria tudo bem, despedindo-se com a mensagem: “Bastard! you’re lucky this time, but for your own sake, switch off your computer now and dont turn it on until tomorrow!”. Traduzindo: “Sacana! Desta vez teve sorte, mas para seu próprio bem, desligue o seu computador e não volte a ligá-lo até amanhã!”.

No caso de não nos sair a tal sequência vencedora, certamente que iríamos ter muitas dores de cabeça e tão cedo não conseguíamos jogar de novo!

Fonte: http://www.curiosidadesdomundo.com/curiosidades-primeiro-virus-informatico/

Confira 5 destinos que você nunca poderá visitar

Famosos no imaginário popular e proibidos para o grande público, locais como a "Área 51", o "Centro de Operações Mount Weather" e o "Metrô 2" atraem a atenção de turistas, que só poderão conhece-los por fotos.
Tudo que é proibido é mais interessante de se conhecer. Esta velha frase é extremamente verdadeira e atrai uma enorme quantidade de interessados a alguns locais, que são proibidos para visitantes e curiosos. A única solução para conhece-los é através de fotos.
Fechadas por questões de segurança ou preservação ambiental, estas regiões figurariam facilmente nas listas de desejos dos turistas por sua beleza ímpar, importância histórica ou misticismo. Pensando em proteger estes locais da ação humana ou de espiões inimigos, governos proibiram o acesso de pessoas a estas áreas. A dificuldade de aproximação é tão grande que em alguns casos, as raras fotos destes locais datam do século passado.

Área 51 (Estados Unidos). A icônica Área 51, em Nevada, nos Estados Unidos, só foi oficializada em 1994, após o governo norte-americano confirmar sua existência. Até então, a região com 1,5 mil km² era tratada como uma lenda urbana, sem comprovações. Retratada em diversos filmes e no imaginário popular, a Área 51 é frequentemente associada as investigações de vida extraterrestre. Oficialmente, o local é utilizado para pesquisas ultrassecretas e testes com tecnologias revolucionárias. A Área é utilizada para pesquisas ultrassecretas e testes com tecnologias revolucionárias, mas apenas pessoas autorizadas podem acessá-la

Metro 2 (Rússia). Durante a Guerra Fria, a paranoia entre os Estados Unidos e a URSS foi levada a outro patamar. Se os norte-americanos criaram a Área 51 e o Centro Mount Weather, os soviéticos construíram um sistema secreto de metrô, em Moscou. Apelidada de "Metrô 2", a linha foi construída a mando do ditador Joseph Stalin e ligava os mais importantes edifícios da capital. Entre as construções que o metrô interligava estava o Kremlin, o Quartel General Soviético e o aeroporto local. Os túneis foram escavados a aproximadamente 200 metros de profundidade e resistiriam a ataques nucleares. Entre as construções que o metrô interligava estava o Kremlin, o Quartel General Soviético e o aeroporto local.

Arquipélago de São Pedro e São Paulo (Brasil). Com acesso proibido por questões de proteção ambiental, o Arquipélago de São Pedro e São Paulo é o lar de cinco cientistas e biólogos que estudam a região brasileira. Ao todo, são 10 ilhotas rochosas situadas a aproximadamente um mil quilômetros da costa brasileira, no meio do percurso rumo a África. A região é considerada área de proteção ambiental e ficou famosa por ter sido visitada pelo naturalista Charles Darwin durante sua viagem ao redor do mundo. Ele citou a ilha em suas obras pela grande quantidade de atobás e, em especial, por serem extremamente dóceis. O Arquipélago é considerado área de proteção ambiental e ficou famoso por ter sido visitado pelo naturalista Charles Darwin

Ilha de Niihau (Havaí). Uma das maiores ilhas havaianas, conhecida por suas praias paradisíacas, não pode ser visitada pelos turistas. Niihau possui aproximadamente 230 sortudos habitantes, que são os únicos autorizados a passarem a noite na ilha. Além deles, apenas funcionários do governo norte-americano e das Forças Armadas do país podem acessá-la. A justificativa para o isolamento absoluto da ilha é preservar a vida selvagem e a cultura local. Uma das maiores ilhas havaianas, conhecida por suas praias paradisíacas, não pode ser visitada pelos turistas.

Mount Weather Emergency Operations Center (Estados Unidos). Extremamente restrito e protegido, o Centro "Mount Weather" foi criado no auge da Guerra Fria, na década de 1950, e tinha como grande objetivo agir imediatamente numa possível guerra nuclear entre o bloco capitalista e socialista. Após a queda da URSS, o Centro passou a coordenar ações em situações de emergência, como os atentados terroristas de 11 de setembro. Por questões de segurança, o local possui pouquíssimas fotos publicadas e as raras imagens aéreas datam do final do século passado.

Fonte : http://www2.uol.com.br/guiadolitoral/materias/confira_5_destinos_que_voce_nunca_podera_visitar_veja_fotos-3968-2016.shtml



17 mistérios que ninguém ainda conseguiu resolver

Fonte: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/bol-listas/2015/08/02/17-misterios-que-ninguem-ainda-conseguiu-resolver.htm#fotoNav=2