Almanaque umdoistres

Fevereiro 2022

Todas as publicações em  Almanaque umdoistres são de textos e imagens que circulam diariamente entre as milhares de Caixas de Entrada de grupos que compartilham e-mails entre si. O endereço umdoistres@umdoistres.com.br, desde 2003 faz parte de incontáveis Catálogos de Endereço no Brasil e exterior. Nada publicado aqui é de autoria de nossa equipe - salvo quando assinado.

Janeiro 2022  Fevereiro 2022

    Almanaque 2021 Almanaque 2020  Almanaque 2019  Almanaque 2018    Almanaque 2017  Almanaque 2016  Almanaque 2015  Almanaque 2014   Almanaque 2013  Almanaque 2012  Almanaque 2011   Almanaque 2010   Almanaque 2009   Almanaque 2008  

Quem inventou a internet? Conheça a história
completa da Guerra Fria ao WWW

A invenção da internet é um assunto polêmico que divide opiniões e com pouco consenso. Há quem atribua o feito a Tim Berners-Lee, considerado o "pai da World Wide Web", mas afirmar isso seria desconsiderar conceitos fundamentais além da rede mundial de computadores. A internet é um conjunto de protocolos diversificados para interligação de pessoas e os websites são apenas uma das pernas de sustentação do ambiente online. Na verdade, a internet é fruto do trabalho de dezenas de cientistas, programadores e engenheiros, cada qual com suas contribuições tecnológicas agrupadas para pavimentar o caminho conhecido hoje. Para entender melhor a origem é preciso retroceder várias décadas, do começo do século até o período da Segunda Guerra Mundial.


Muitos estudiosos já haviam antecipado a existência de redes mundiais de informação, como Nikola Tesla, que "brincou" com a ideia de um “sistema mundial sem fio” no início dos anos 1900, e pensadores visionários como Paul Otlet e Vannevar Bush, que conceberam sistemas de armazenamento de livros e mídia mecanizados ​​nas décadas de 1930 e 1940. A internet propriamente dita surgiu da necessidade de comunicação durante o conflito político entre os Estados Unidos e a União Soviética pelo domínio tecnológico (e ideológico) mundial.

Arpanet e o começo da internet

O primeiro protótipo viável da internet surgiu no final dos anos 1960 com a criação da Arpanet (Advanced Research Projects Agency Network), ou Rede da Agência de Pesquisas em Projetos Avançados, em português. Originalmente conduzida pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos, com recursos da NASA e do Pentágono, a Arpanet usava comutação de pacotes, ou seja, a transferência de pequenos bits de dados através de redes diferentes para intercomunicação entre computadores.



A Arpanet chegou a conectar as principais universidades dos Estados Unidos

Em 29 de outubro de 1969, a Arpanet conseguiu entregar sua primeira mensagem entre duas máquinas, ambas com quase o tamanho de uma casa, fisicamente distantes: uma estava em um laboratório de pesquisa na Universidade da Califórnia (UCLA) e outra na Universidade Stanford. A mensagem enviada era a palavra "Login", curta e simples, mas que não foi recebida com o sucesso desejado — apenas as duas primeiras letras chegaram no outro computador. Depois, um novo teste envolveu o envio de uma mensagem um pouco maior: "Você está recebendo isso?". Ao ter a afirmativa rápida dos destinatários, ficou claro que a técnica havia funcionado.

Surgimento do TCP/IP

A tecnologia passou por diversos aprimoramentos na década de 1970, após os cientistas Robert Kahn e Vinton Cerf, ambos dos EUA, desenvolverem o Transmission Control Protocol/Internet Protocol (TCP/IP), um modelo de comunicação que estabeleceu padrões sobre a forma como os dados poderiam ser transmitidos entre várias redes simultâneas. Quando você envia um e-mail para alguém, em vez de precisar estabelecer uma conexão com o destinatário antes de enviar, o e-mail é dividido em pacotes e pode ser lido assim que todas as frações são recebidas e remontadas do outro lado. É justamente isso que o TCP/IP fazia e foi o que garantiu o sucesso na transmissão de dados.



O modelo de TCP/IP segmenta dados em pacotes e usa a internet para enviar para ao destinatário

A "parte TCP" é responsável por empacotar os dados antes que eles se movam pela rede e descompactá-los assim que chegarem. O componente "IP" atua como "coordenador de viagem" e mapeia o movimento das informações do ponto inicial ao ponto final ao estabelecer um "endereço virtual" para cada computador. A Arpanet adotou o TCP/IP em 1º de janeiro de 1983, e isso possibilitou aos cientistas criarem inúmeras redes distintas. Dessa forma, agentes infiltrados na Rússia e outros países rivais dos EUA poderiam se comunicar com militares de sua terra natal sem precisar recorrer aos telefones, que poderiam ser grampeados, ou depender da lentidão das cartas.

A criação do WWW

O mundo online assumiu uma forma mais amigável às pessoas em 1990, quando o cientista da computação britânico Tim Berners-Lee inventou a World Wide Web. Embora seja frequentemente confundida com a própria internet, a teia mundial de computadores é somente o meio mais comum de acessar dados online na forma de sites e hiperlinks. Em um laboratório da Suíça, no ano de 1989, Berners-Lee conseguiu criar um programa capaz de transformar dados em algo visível para as pessoas. Na época ele trabalhava para a Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear e não fazia ideia de que o WWW mudaria os rumos da internet.


Tim Berners-Lee é atribuído erroneamente como o "pai da internet", mas ele apenas criou um pedaço dela: a World Wide Web

Para fazer tudo funcionar, o programador precisou criar uma linguagem específica para confecção dos sites (o HTML) e um protocolo de transmissão de informações (o HTTP). Essa "dupla dinâmica" perdurou por quase 20 anos e existe até hoje — sites em HTML são considerados ultrapassados e o protocolo HTTP ganhou uma camada extra de segurança, mas ambos ainda estão presentes em muitas páginas.
A criação da World Wide Web abriu caminho para a exploração comercial da internet, pois a fez deixar de ser um mero instrumento de comunicação entre universidades e departamento de defesas, para começar a invadir empresas e casas.

Cientistas reconhecidos

Tim Berners-Lee deu uma contribuição tão imensa para a humanidade que o fez receber o título de cavaleiro da rainha da Inglaterra em 2003. Atualmente, ele é professor na Universidade de Oxford, no Reino Unido, e no Massachusetts Institute of Technology, nos EUA. Já os precursores Cerf e Kahn receberam em 2004 o prêmio A.M.Turing Award, o prêmio mais elevado no campo da tecnologia da informação. Vint Cerf tem 78 anos, extensa carreira acadêmica — com diversos títulos honorários e doutorados — e membro do ICANN (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers). Já Robert Kahn também atua como professor, é dirigente da Bell Labs e presta consultorias para a Defense Advanced Research Projects Agency, nos Estados Unidos. Graças a esses e outros gênios da academia, a internet pode chegar ao momento atual, com redes sociais, streaming e dispositivos inteligentes. A invenção desses estudiosos, em uma época em que tecnologia era algo distante, teve um impacto incalculável nos negócios, nas relações e na humanidade em geral.

 

Fonte: https://canaltech.com.br/internet/quem-inventou-a-internet-203848/

De nudismo a ETs: conheça onze
acomodações temáticas e inusitadas no Brasil

 Sonha em ficar em um trailer antigo? Casulo é uma das opções de hospedagem inusitadas pelo Brasil

Viajantes brasileiros não precisam mais voar para o exterior para se hospedar em acomodações temáticas incomuns. O Brasil já conta com inúmeras opções de pousadas e hotéis insólitos para quem deseja sair da mesmice e curtir experiências diferenciadas. Os alojamentos estão espalhados por todo país, embora a maioria esteja concentrada nas regiões Sul e Sudeste, e para todos os bolsos e públicos, de esotéricos a nudistas, passando por amantes da aviação a campistas, alguns esbanjando conforto e outros originalidade, garantindo ao hóspede uma estadia memorável.

Livre de roupas


Ubuntu
Criado em 2015, é o local perfeito para ficar livre de roupas e em contato com a natureza, visto que a nudez é permitida em todas as áreas. Filiado a Federação Brasileira de Naturismo (FBRN), o hotel segue as mesmas regras de conduta. Com 16 quartos, também é permitido hospedagem fixa e mensal e está em uma área particular inserida no centro do Clube Naturista Colina do Sol. Ao contrário da maioria das acomodações do gênero, pessoas solteiras são bem-vindas.


Ubuntu
Onde: Ubuntu, no município de Taquara, região metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Preço: A partir de R$ 180 para até 2 pessoas, além da taxa de portaria da Colina do Sol (R$ 57 por pessoa para 2 dias, reduzindo conforme o tempo de estadia). Lazer: piscinas, lagos, trilhas, quadras de esportes, academia em uma área de 70 hectares. Mais informações: https://www.instagram.com/hotelnaturistaubuntu/

Dormir em um trailer antigo


Labrume
Aqueles que nunca viajaram de motorhome, mas têm a curiosidade de saber como é dormir em um trailer, já podem saciar essa vontade. Neste espaço em São Paulo, é possível se hospedar em um dos 4 trailers vintage, todos eles completos com cozinha equipada. O alojamento atípico no país, acomoda até 5 pessoas e pets são permitidos (mediante a taxa extra). As "minicasas" sobre rodas são da década de 1980 e início dos 1990.


Labrume
Onde: Labrume, próximo ao centro de Capivari, em Campos do Jordão, São Paulo. Preço: a partir de R$ 800 a diária dependendo do período.
Lazer/praticidade: O espaço oferece fogueira e os trailers têm aquecedores -- alguns possuem um deque com mesa e cadeiras.
Mais informações: https://www.instagram.com/labrume.lodges/

Uma cabana de vidro entre as montanhas


Espaço Cambirela
Dormir sob o céu estrelado em meio a natureza já é possível. Ideal para casais apaixonados, a cabana de vidro permite observar o ambiente ao redor sem precisar sair da cama. O banheiro fica na parte externa, assim como a hidromassagem privativa, e se quiser um pouco mais de privacidade basta fechar as cortinas, embora ela esteja localizada em um espaço isolado, justamente para garantir a intimidade.


Espaço Cambirela
Onde: Espaço Cambirela, em Palhoça, Santa Catarina.
Preço: a partir de R$ 1.670 (os valores variam de acordo com o pacote que inclui uma noite na cabana transparente).
Lazer/praticidade: piscina privativa aquecida com spa, cama terapêutica massageadora, trilhas, cavalgadas, etc.
Mais informações: instagram.com/espacocambirela/

Se hospedar em uma pipa de vinho


Pipas Terroir
Pipa é o nome dado a uma estrutura grande de madeira para armazenamento de líquidos, principalmente para envelhecer os destilados. Entretanto, no sul do país, é possível se hospedar no interior desses enormes barris transformados em chalés. Inaugurado em janeiro de 2021, o projeto surgiu 3 anos antes, por ser uma prática comum na região reutilizar as pipas para a montagem de quiosques e outras construções, porém pouco explorado como acomodação. São 4 pipas de 2 andares, com sacada para um belo vale, que acomodam 1 casal de forma confortável ou mesmo famílias com até 2 filhos.


Pipas Terroir
A iniciativa tem atraído os amantes da bebida e casais que acham curioso a ideia de dormir em um "barril gigante".
Onde: Pipas Terroir, em Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul.
Preço: em média R$ 890 para casal com café da manhã.
Lazer/praticidade: ofurô, lareira interna, fogueira na parte externa, adega com diversos vinhos e espumantes.
Mais informações: https://www.instagram.com/pipasterroir/

Uma casa flutuante


Casa Altar
Localizada na represa de Jaguari, a 2 horas de São Paulo, a casa flutuante acomoda 2 pessoas confortavelmente em uma área total de 64m² (38m² interior e 26m² na parte externa). A embarcação-casa é sustentável, a energia elétrica é oriunda de placas solares, os resíduos são tratados por um biodigestor aeróbico e a construção usou madeira de reflorestamento.


Casa Altar
Mesmo estando sobre a água, ela balança muito pouco, além disso, a ação dos ventos faz com que a casa gire lentamente no próprio eixo, possibilitando ver paisagens diferentes. Onde: Altar, em Joanópolis, São Paulo. Preço: a partir de R$ 1.400 (na plataforma Airbnb, sem as taxas do site) Lazer/Praticidade: lareira, projetor (pode ser usado como cinema ao ar livre), cozinha equipada para o preparo de refeições e churrasqueira ecológica. Mais informações: https://www.instagram.com/altar.br/

Viver na bolha


Cabana Home
Inaugurado no final de 2020, a casa bolha está em meio a natureza, garantindo assim a privacidade do hóspede que pode observar a paisagem ao redor sem sair da 'bolha'. Na parte externa, o banheiro com paredes de vidro e madeira possui vista para as montanhas. O alojamento encontra-se dentro de um complexo de hospedagem, com toda infraestrutura, sendo uma experiência única de dormir sob as estrelas e acordar com a vegetação e o som dos pássaros.
Cabana Home
Onde: Cabana Home, em Araçoiaba da Serra, São Paulo. Preço: a partir de R$ 1.800 a diária. Lazer/praticidade: banheira ao ar livre, TV no quarto, balanço externo e ar condicionado. Mais informações: https://www.instagram.com/cabanahome/

Iglu transparente

    
Bubble Experience
Semelhante à casa bolha, trata-se um alojamento em formato de cúpula geodésica, com vista para uma represa. Aberto em agosto de 2021, a suíte transparente segue o modelo das acomodações do gênero, com banheiro na parte externa com paredes de vidro para admirar a paisagem.
Onde: Bubble Experience, em Joanópolis, São Paulo. Preço: a partir de R$ 1.200 a diária. Lazer/praticidade: TV no quarto, hidromassagem externa, cozinha equipada, fogueira e espreguiçadeiras. Mais informações: https://www.airbnb.com.br/rooms/50916618?guests=1&adults=1&s=67&unique_share_id=b530de5c-54e0-4fba-a92f-0ba04ea22b5f

Bem-vindos a bordo


Vista aérea para a Pousada Viviê
Já imaginou se hospedar em um avião de verdade? Considerada a primeira acomodação desse tipo no Brasil, o hóspede pode experienciar isso mesmo estando em solo. Na "torre de controle" de 3 pisos, estão o amplo quarto de casal esbanjando luxo com acesso direto a aeronave através de um corredor. O banheiro espaçoso com hidromassagem fica no segundo piso e, no último um terraço com vista para a Serra da Mantiqueira, onde é possível observar o avião por completo.


Viviê
No interior do "jatinho particular" fica a sala de estar, com poltronas giratórias, mesas, sofá (que pode ser convertido em uma cama), minibar, climatizador móvel, TV, etc. Os fãs de aviação não ficarão desapontados, a cabine de comando da aeronave possui um painel original com mostradores, manetes (modelo EMB 120), simulador de voo e outros apetrechos que farão o passageiro se sentir um piloto. São 180m² incluindo a torre de controle e a aeronave, sendo possível acomodar até 4 pessoas.

     
Viviê
Onde: Viviê -- pousada do avião, localizada em Monte Verde, Minas Gerais. Preço: a partir de R$ 1.700 a diária.
Lazer/praticidades: piscina aquecida, trilhas na mata, lareira digital, etc. Mais informações: https://www.instagram.com/viviepousada/

Ser abduzido


Espaço Nave Lunazen
Nesta pousada temática com quartos em formato de espaçonaves, os hóspedes podem se sentir abduzidos. As "naves" foram construídas de forma artesanal, utilizando ferro e cimento como matéria-prima, e o teto com buracos de vidro possibilita a entrada de luz solar. Cada "nave" possui uma pintura e estilo diferente, podendo variar também o número de tripulantes que ela pode acomodar (entre 2 e 5 pessoas). O público em geral busca uma experiência mais próxima da realidade da Chapada dos Veadeiros, e muitos apreciam o tema ufologia.


Espaço Nave Lunazen
Onde: Espaço Nave Lunazen, em Alto Paraíso de Goiás, Goiás. Preço: a partir de R$ 259 a diária (baixa temporada).
Lazer/praticidade: piscina e bistrô com bar. Mais informações: https://www.instagram.com/espaconaveslunazen/

Estadia em um casulo


Parador, hospedagem que se assemelha a uma colmeia
O visual lembra uma colmeia de abelha, mas trata-se de um conceito inédito de barraca no país. Fabricada com lona e madeira, o casulo de 24m² tem tudo que os hóspedes precisam em relação a conforto, além disso, conta com um diferencial — o banheiro fica no interior da acomodação. Apesar de ser menor em comparação aos outros locais citados, o "casulo" conta com um deque privativo com hidromassagem, fogueira e vista para o campo.

    
Parador
Onde: Parador, em Cambará do Sul, Rio Grande do Sul. Preço: a partir de R$ 1.971 + 10% taxa. Lazer/praticidade: lareira, TV, passeios a cavalo, quadriciclo e hidromassagem. Mais informações: https://www.instagram.com/paradorcambaradosul/

Suíte em réplica de vagão


Pousada Trem do Imperador
Criada em 2005, esta pousada remonta ao universo ferroviário do passado. O conceito dos chalés foi inspirado nos vagões usados pelo Imperador Dom Pedro 2°, em 1881. São 6 suítes vagões padronizadas, além de quartos tradicionais. Onde: Pousada Trem do Imperador, em Tiradentes, Minas Gerais. Preço: a partir de R$ 640. Lazer/praticidade: piscina coberta com hidromassagem e lençóis térmicos.
Mais informações: https://www.instagram.com/pousadatremdoimperador/

 

Fonte: https://www.uol.com.br/nossa/noticias/redacao/2022/01/10/de-nudismo-a-ets-conheca-onze-acomodacoes-tematicas-e-inusitadas-no-brasil.htm

 

                         Veja o que rolou nos grupos de WhatsApp